Valença

Este é o último trilho do caminho central português em território nacional. É um percurso não muito difícil nem muito extenso, com piso e paisagem variados.
Tem o seu início na Igreja de Rubiães, junto à N201, segue por zonas agrícolas passando pela ponte românica (medieval) de Rubiães e por lugares como Pecene, até chegar à capela de S. Bento da Porta Aberta, o ponto mais alto deste percurso. A partir daqui segue por trilhos montanhosos e muito arborizados, passando por Fontoura e Paços, até chegar à ponte medieval de Pedreira. Seguindo o caminho, atravessa a N13 e continua por zona edificada até Valença do Minho.

Pontos de Interesse

IGREJA S. PEDRO DE RUBIÃES

A Igreja de S.Pedro de Rubiães está situada em Rubiães, no concelho de Paredes de Coura. Está classificada como Monumento Nacional desde 1913. 

CAPELA DE S. BENTO DA PORTA ABERTA

A Capela de S. Bento da Porta Aberta, construída no séc. XVII, destacada pelos seus 2 grandes lances de escadas, está localizada no lugar de Cossourado.

PONTE DA PEDREIRA

Ponte medieval, de origem romana, sobre a ribeira da Pedreira e junto a Paços, freguesia do Cerdal.

FORTALEZA DE VALENÇA

A Fortaleza de Valença, localizada no topo de dois outeiros em Valença do Minho, junto ao rio Minho, é um sistema abaluartado construído nos séculos XVII e XVIII, apesar de os seus primeiros muros terem sido construídos no século XIII.

Veja também

Grous

Em redor da Barragem dos Grous Este percurso circular parte e termina no Monte de …