Uma boa mesa na Serra das Mesas

Nas agruras das terras raianas da Beira Alta, sobranceira à Serra das Mesas, Fóios, uma terra outrora isolada (conhecida como o “calcanhar do mundo”), de gentes pobres forçadas, primeiro, ao contrabando e, mais tarde, também à emigração, é hoje uma localidade despoeirada que, graças à força e persistência dos seus naturais, tenta acompanhar a construção do futuro.

Atravessada pelo Rio Côa, que nasce lá no alto da serra, Fóios está inserida numa região de uma beleza natural inebriante.

Conhecida como capital da Raia, atinge o seu ponto alto com a realização da capeia (tourada) anual, que se realiza na 3.ª terça-feira de agosto integrada nas festas em honra do Santíssimo Sacramento, com o forcão como marca indelével da força dos fojeiros contra a força animal.

Mas festa sem gastronomia não é festa! O restaurante “EL Dorado” é hoje um marco gastronómico da região.

De paredes em granito, a pedra da serra, o restaurante é composto por duas salas, uma mais aconchegante do que a outra, onde, quando o frio aperta, o calor da lareira é retemperador e benquisto pelos caminhantes.

Da ementa ressaltam a costeleta e os bifes de vitela, as costeletas, o entrecosto e os secretos de porco, o cabrito na grelha e o javali, este por encomenda. As codornizes, como prato de caça, encerram a oferta nas carnes.

Mas como nem só de carne vive o homem, as trutas do Côa e o bacalhau nas suas variantes à Braz, assado na brasa, com natas ou à Zé do Pipo (os últimos também só por encomenda) compõem a oferta piscícola, complementada ainda por gambas, como marisco.

No que respeita às sobremesas, da infindável lista, entre gelados, fruta, doces e queijo, destacavam-se o colchão de noiva, as milharas e as natilhas. Apesar disso, a opção foi para um magnífico queijo de cabra de Fóios, que se fazia acompanhar por um guloso doce de abóbora.

Para rebater este lauto almoço, ainda veio à mesa uma aguardente de medronho, muito bem apresentada num pequeno alambique em cobre e umas castanhas assadas, fruto que prolifera nestas terras.

Bebeu-se vinho a jarro da região, embora se possa sempre optar pela carta de vinhos.

O serviço é duma simpatia e atenção irrepreensíveis. Não admira que este El Dorado seja procurado como Meca, pelo que se aconselha reserva de mesa.

Comentários

Comentar

  • Morada
    Restaurante EL DORADO
    Avenida 25 de Abril, 22
    Fóios
    6320-141 FOIOS
  • Telefone
    +351 271 496 333
  • Horário
    12h30m-00h00m
    Encerra à 2.ª / Closed on mondays
  • Coordenadas
    N 40º 17' 11" W 6º 53' 35"

Relacionados

  • Por uma boa caça


    Se o seu destino é a zona de Marvão, não deixe de usufruir de uma experiência gastronómica no restaurante Sever.
    Situado na localidade de Portagem, a escassos quilómetros a sul de Marvão, o restaurante apoderou-se do nome do rio à beira do qual se instalou e que lhe proporciona um enquadramento bucólico, em qualquer altura do ano.

    ver mais »

  • Um puro alentejano


    Em Mértola e arredores o que não falta são restaurantes onde se pode comer bem, sem preocupação.
    Como se não bastasse estarmos no Alentejo, esta vila foi eleita em 2011 a capital nacional da caça! Dos vários restaurantes escolhidos pelos amantes desta prática considerada desportiva, um dos mais badalados é “O Brasileiro”.

    ver mais »

  • Na trilha da boa gastronomia


    Bem perto do centro da pacata, arejada e branca cidade de Moura, localizada no Alentejo, a uma escassa dúzia de quilómetros do maior lago artificial da Europa – barragem de Alqueva –, no número 5 da rua que eterniza a revolução republicana de há um século atrás (rua 5 de Outubro), vamos poder encontrar o restaurante O Trilho.

    ver mais »