Cascatas do Rio Mourão

caal_logo

#CAMINHADA | SINTRA #

Situadas a pouco mais de meia hora de Lisboa num afluente do Rio Lizandro, junto da aldeia de Anços (Montelavar), no concelho de Sintra, seria de supor que as Cascatas do Rio Mourão, ou da Ribeira de Mourão, atracção turística de indescritível beleza, rodeada de bosques e fragas num autêntico recanto natural, estivessem amplamente divulgadas e fossem frequentemente visitadas. Mas não é esse o caso.

Encontram-se num lugar mágico, ainda intocado pelo homem, com paisagens de encantar e tirar a respiração, onde ainda se podem ver restos de azenhas à beira do rio, que trabalhavam noite e dia para moer os trigos e milhos de toda aquela zona envolvente.

Isto não significa, no entanto, que tanta espectacularidade tenha passado despercebida a todos. Recentemente este local voltou a figurar numa telenovela nacional, neste caso no sensual genérico da sequela de ‘Jardins Proibidos’, depois de já ter sido escolhido para aí filmar uma das cenas da novela ‘O Beijo do Escorpião’.

Nesta nossa última actividade antes do início da Primavera, não vamos apenas visitar as Cascatas do Rio Mourão. Iniciamos a nossa caminhada na povoação de Negrais e, depois de subirmos até aos Moinhos da Batalha, onde poderemos observar o belo panorama que daí se desfruta, atravessamos a aldeia de Lexim até outro dos locais famosos desta região, o ‘Penedo do Lexim’.

Integrado no complexo vulcânico da região de Lisboa, o Penedo do Lexim foi, em tempos, uma pedreira para a extracção de basalto. Desempenhando um papel fundamental na compreensão do Neolítico e da Idade do Cobre na Península Ibérica, é actualmente considerado património geológico. Aí foram encontrados diversos artefactos que provam a utilização do local no Neolítico final, Calcolítico e Idade do Bronze. Podem ser observados restos de uma chaminé vulcânica que, formada na sequência de um arrefecimento lento do magma, deu origem a minerais bem desenvolvidos em forma de colunas prismáticas.

Do alto do Penedo do Lexim as vistas são largas e os solos envolventes, ricos em minerais ferromagnesianos, oferecem boas condições para a agricultura.

De seguida rumamos a sul e descemos até ao Vale do Rio Mourão onde visitaremos as Cascatas que dão o nome a esta actividade.

Pouco depois chegamos à aldeia de Anços, que já se encontra próxima de Negrais, localidade onde terminaremos a nossa caminhada.

Antes de nos irmos embora teremos, ainda, a oportunidade de saborear o célebre Leitão de Negrais, por muitos considerado o melhor do País. Para isso temos reservada uma sala num dos restaurantes especializados neste pitéu, onde nos espera um lanche ajantarado composto por leitão assado, batatas fritas, pão da região, bebidas (vinho frisante, água, sumos) e café.

Este lanche / jantar é a oportunidade de saborear, em boa companhia e ‘low-cost’, uma das mais apreciadas experiências gastronómicas dos arredores de Lisboa. Porque já experimentámos, sabemos do que falamos… Não perca!!!

Cocelho: Sintra

LOCAL DE PARTIDA / HORAS: Às 10h00 em Negrais, na Praça do Rossio, em frente do Restaurante Tia Alice

ORGANIZAÇÃO/PROMOÇÃO: CAAL

DISTÂNCIA (km): 15 kms

CUSTO: 9,50€ (só passeio); 20,50€ (com lanche / jantar)

Mais informações: http://clubearlivre.org/